EVENTOS GRATUITOS

Tendo como ponto de partida o trabalho pedagógico desenvolvido nas escolas Waldorf, queremos abrir espaço de reflexões e trocas entre professores. Venha partilhar suas dúvidas, desafios e conquistas acerca dos seguintes temas:


COMO TRABALHAR CONCEITOS DA PEDAGOGIA WALDORF NA EDUCAÇÃO PÚBLICA?  
Objetivo: A Pedagogia Waldorf  costuma carregar o estigma de uma educação elitizada, apesar de ter nascido em um ambiente de diferenças sociais em 1919. Hoje, contamos com algumas escolas públicas que trabalham integralmente com a Pedagogia Waldorf no Brasil e outras que empregam alguns elementos da pedagogia, por promovem um diferencial na qualidade da pratica em sala de aula. Queremos promover um diálogo para tratar desse tema e abordar as possibilidades metodológicas das quais a escola pública poderia usufruir e, conhecer a prática dos colegas das diferentes escolas.
Data: 20 de Outubro
Horário: 16h às 18h
Docentes: Daniela Zanon e Melanie Guerra

TRABALHOS MANUAIS NA PEDAGOGIA WALDORF
Objetivo: Nesse colóquio abordaremos a importância das aulas de Trabalhos Manuais na escola Waldorf, como sua prática estimula a capacidade criativa e ativa a vontade do ser humano em desenvolvimento. Trataremos da introdução dos Trabalhos Manuais no primeiro ano escolar – O aprendizado do tricô através das histórias e imagens – Como o “encantamento” acontece nas primeiras aulas e a criança se vincula à matéria com interesse e entusiasmo.
Reflexões e troca de experiências sobre o currículo de Trabalhos Manuais, do 1° ao 8° ano, nas escolas brasileiras também farão parte desse encontro.
Data: 10 de Novembro
Horário: 16h às 18h
Docente: Isabel Nielsen

TEATRO NA PEDAGOGIA WALDORF
Objetivo:

Adriana Leibl – Professora de classe do 8° ano da Escola Waldorf Rudolf Steiner

O Teatro é um momento bastante aguardado no 8° ano escolar de uma escola Waldorf, aliás, é aguardado ao longo dos oito anos do Ensino Fundamental, pois vem para coroar e criar uma ligação com tudo o que foi adquirido nesse período de construção de aprendizagem.
Os alunos, entre 13 e 14 anos, vivem uma forte ligação com o mundo externo que o cerca e o mundo interno, o mundo dos sentimentos. Essa vivência é muitas vezes acompanhada pelo extravasamento de emoções, e também de contração, de mergulho no mais profundo da dor e solidão. Na verdade, o jovem pulsa entre extremos a fim de conquistar sua própria individualidade,
A peça de teatro traz a possibilidade de transitar entre os mais diversos ambientes da alma, entre as diferentes personalidades dos personagens encenados.
“A Educação Waldorf implanta na criança aquilo que no ser humano pode, desde o nascimento até para dentro da idade avançada, prosperar”.
Inserido em seu ambiente social, o jovem se expressa em busca de seu autoconhecimento. A máscara, o figurino, a maquiagem são recursos para que aquela individualidade encontre uma nova voz, capaz de ir além, de transpor seus inúmeros obstáculos e crie novas forças para encontrar um caminho de amadurecimento.
Ao se entregar à proposta, inserida num contexto social, cultural, regional, muitas vezes tão distante de seu próprio, a classe mergulha em costumes, hábitos e peculiaridades de um novo ambiente. Durante o ano letivo, constroem gradativamente essa atividade teatral, que culmirá em quatro noites de apresentação à comunidade escolar e público convidado. Idealizam o figurino, constroem cenários, elaboram toda a identidade visual da peça, aprimoram a fala e a arte da dramaturgia. Contam com talentos de mestres que os conduzem a esse trabalho, diretores de cenas, de música, artes, movimento.
Não serão mais os mesmos, com a certeza de que a alma humana não tem fronteiras, que é composta  por pluralidade e que anseia por reconhecimento de sua verdadeira essência.

Amauri Falseti – Diretor de peças teatrais Cia. Paidéia

“A grande pergunta que os seres humanos fazem eternamente é: ‘como devemos viver?’ Mas as grandes questões permanecem completamente ilusórias e abstratas se não houver uma base concreta para sua aplicação na prática. O Teatro é maravilhoso porque é justamente o ponto de encontro entre as grandes questões da humanidade – a vida, a morte – e a dimensão artesanal, extremamente prática. É como fazer louça de barro. Nas grandes sociedades tradicionais, o oleiro é visto como alguém que vive às voltas com questões transcendentais aos mesmo tempo que fabrica sua bilha. Esta dupla dimensão é possível no teatro; na verdade, é o que lhe confere todo o seu valor.”
Peter Brook

“O teatro talvez seja uma das artes mais difíceis porque requer três conexões que devem coexistir em perfeita harmonia: os vínculos do ator com sua vida interior, com seus colegas e com o público”.
Peter Brook

Data: 01 de Dezembro
Horário: 16h às 18h
Docentes: Adriana Leibl e Amauri Falseti

Local: Escola Waldorf Rudolf Steiner
Rua Job Lane, 900 – Alto da Boa Vista | SP
EVENTO GRATUITO, INSCRIÇÃO OBRIGATÓRIA
Confirme sua presença pelo e-mail info@idwaldorf.com.br