O Instituto de Desenvolvimento Waldorf,  desde sua fundação, tem como  missão estruturar uma faculdade de educação comprometida com os ideais antroposóficos.

A Faculdade Rudolf Steiner está em processo de credenciamento junto ao MEC. A previsão para inicio de suas atividades é  1º semestre de 2018, trazendo como proposta:

Graduação em Pedagogia: curso com 4 anos de duração, que atende as diretrizes curriculares de pedagogia e amplia a formação do pedagogo, oferecendo disciplinas que possibilitam ao estudante um caminho de auto conhecimento e enriquecimento artístico.

Pós Graduações – lato sensu: A formação específica Waldorf dar-se-á em nível de especialização. Abarcará  noções básicas de antroposofia e a formação do professor Waldorf , preparando-o para o exercício desta linha específica de trabalho. Haverá diversas linhas de pós, de forma a aprofundar diferentes aspectos da atuação do professor Waldorf.

Atenção: Para ser professor Waldorf de Educação Infantil e Ensino Fundamental é obrigatória tal como indica a legislação brasileira, ser  graduado em Pedagogia.

Histórico da formação de professores Waldorf no Brasil

A primeira escola Waldorf foi fundada no Brasil no ano de 1956 e com ela nasceu a necessidade de formar professores capacitados ao exercício desta linha pedagógica.

O primeiro curso de formação de professores Waldorf (chamado de “Seminário”) surgiu em 1970, na Escola Rudolf Steiner (APRS), sob a orientação do casal de professores e antropósofos Marianne e Rudolf Lanz – grandes impulsionadores da pedagogia Waldorf no Brasil. Esse curso era diário e funcionava no horário matutino. Atendia basicamente mães interessadas em um aprofundamento na compreensão da pedagogia Waldorf.

Com o tempo, esse curso passou a ter duração de dois anos.

Em 1997, houve uma grande reformulação de propostas. O curso passou para o período noturno, abarcando assim o professor atuante em busca de uma formação consistente. O Seminário tornou-se o Centro de Formação de Professores Waldorf que funciona como Escola Normal, autorizado pelo Parecer CEE n° 576/97 e pela Portaria da Dirigente Regional da 17ª Delegacia de Ensino da Capital, que possibilitaram a sua instalação e funcionamento. Oferece um curso de 1600 horas, distribuídas ao longo de 4 anos, e já formou centenas de professores Waldorf, a partir de fundamentação teórica antroposófica e humanística em geral. Além disso, percorre Metodologia e Didática e matérias artísticas. Todos os estudantes recebem aulas de canto, flauta, pintura, modelagem, trabalhos manuais, teatro, movimento e arte da fala.

Desde 2012 a APRS (Associação Pedagogica Rudolf Steiner) busca transformar esse curso em ensino superior, de forma a atender o que preconiza a LDB (Lei de Diretrizes e Bases 1996) em relação a formação de professores para o ensino básico.

Por que virar faculdade?

  • Contribuir com a Educação Básica brasileira, formando Pedagogos a partir de um curso inovador;
  • Conferir ao professor Waldorf o patamar de especialista;
  • Desenvolver pesquisas e documentações ligadas à pedagogia Waldorf;
  • Colocar a pedagogia Waldorf como interlocutora ativa no debate educacional brasileiro, apresentando seu trabalho inestimável a partir de parâmetros universalmente aceitos.

Como a FRS e o futuro da Pedagogia Waldorf se entrelaçam?

A procura por escolas Waldorf é crescente no Brasil. Talvez os impasses cada vez mais dramáticos pelos quais a humanidade passa, sejam eles de ordem social, econômica ou política, façam com que as pedagogias que têm um compromisso explícito com a formação humana integral ganhem destaque como possíveis caminhos de transformação. Dentre elas, a pedagogia Waldorf, com seu lastro de quase 100 anos de trabalho efetivo, apresenta solidez em meio a experimentalismos.

Mas, para que as escolas Waldorf continuem existindo não basta haver procura. É preciso professores que carreguem dignamente esse trabalho, conectando-se com a essência dessa pedagogia, de forma criativa, consciente e coerente com as especificidades da alma brasileira – não sendo meros reprodutores de um padrão Waldorf. Oferecer formação compatível com essa meta é um desafio e tanto!

A Faculdade Rudolf Steiner pretende ser um polo irradiador de uma revitalização da docência, não apenas formando professores para as escolas Waldorf, mas proporcionando a todo e qualquer estudante a certeza de um caminho íntegro de profissionalização.

Conheça um pouco da nossa proposta curricular:

O currículo do curso de pedagogia foi estruturado de maneira a contemplar os seguintes aspectos: principio norteadores FRS